10/08/2019 Notícias

Detento de Serra Azul conclui faculdade a distância do Claretiano

Por algumas horas, Luciano deixou na cela a vestimenta que usa todos os dias: camiseta branca, calça cáqui e chinelos. Quando entrou na sala, preparada para a sua colação de grau, ele usava uma roupa que nunca imaginou que usaria — uma beca. Nos pés, um sapato social preto, acompanhado de meias pretas e, por baixo do traje de formatura, via-se uma calça preta, também social. Seus olhos brilhavam.

 

Luciano Cabral da Silva, 44, detento da Penitenciária 1 de Serra Azul, recebeu o diploma do curso de Pedagogia - Licenciatura, realizado na modalidade a distância pelo Claretiano - Centro Universitário. A solenidade foi organizada dentro da prisão, no dia 6 de agosto, e contou com a presença do coordenador geral de EaD do Claretiano, o Prof. Me. Evandro Luís Ribeiro, representante da reitoria da instituição.

 

O evento aconteceu junto com a 4ª Jornada de Cidadania e Empregabilidade e, por isso, teve a participação de diversas autoridades. A formação em um curso superior é oferecida aos detentos por meio de uma parceria entre a penitenciária, a Funap (Fundação Professor Dr. Manoel Pedro Pimentel), órgão do governo do Estado, e o Claretiano – Centro Universitário de Batatais.

 

De acordo com o coordenador geral de EaD do Claretiano, o projeto mostra para a sociedade que na educação não existem barreiras. “Ficamos muito felizes de poder oferecer esse caminho ao Luciano e a outros detentos. Esperamos repetir o feito mais vezes, que o esforço dele sirva de exemplo a seus colegas”, afirmou.

 

O detento custeou os estudos com recursos próprios, obtidos por meio do trabalho como monitor na penitenciária. Ele usou o sistema de ensino on-line disponibilizado pela instituição, que tem uma Sala de Aula Virtual própria, além do auxílio de professores e tutores — já que durante todo o curso ele permaneceu preso em regime fechado.

 

Por conta de seu bom histórico dentro da unidade prisional, concluiu o ensino fundamental e médio, podendo ingressar no ensino superior. Esta foi a segunda vez que um detento concluiu uma faculdade na regional da Penitenciária 1 de Serra Azul, que compreende cidades como Araraquara, Bauru, Ribeirão Preto, Jardinópolis e Pontal. A primeira foi em 2015, também pelo Claretiano.

 

“Nunca pensei em continuar estudando, mas acabei me descobrindo. Pude colocar em prática a didática que aprendi no curso capacitando outros monitores para dar aulas aos reeducandos aqui da unidade. Quando sair, quero dar palestras em escolas, igrejas e centros de recuperação. Hoje, me vejo capaz de fazer algo útil para a sociedade”, disse o formando, que agora já planeja a pós-graduação.

 

A colação de grau foi acompanhada por funcionários do local e um grupo de detentos, que, a todo momento, compartilhavam com Luciano olhares e gestos de aprovação pela conquista. O momento teve ainda a presença da mãe, uma irmã, a esposa e as duas filhas.

Deixe seu comentário

Comentários (1)

10/ago Maria Ines - Parabéns a ele e aos dirigentes penitenciários q propiciaram essa conquista maravilhosa. O mérito é de todos pois se não houvesse compreensão e união, com certeza Luciano seria mais um presidiário à espera de um milagre!!!!! ??????????????????